Merendas das malhas – Evocação de uma tradição


Uma grande festa!

“Cestas Varezas” preparadas pelas mulheres da aldeia

“Migas chilradas”

Pão às fatias e Bacalhau às fatias (pão às fatias, bacalhau às fatias, pão às fatias, bacalhau às fatias, com a última camada de bacalhau desfiado). Aquecer azeite com alho picado, deitar em cima e abafa-lo com um prato.

Ângela

“Feijão manteiga com feijão-verde”

Ovos cozidos. Feijão-verde cortado ao comprido. Depois de cozido o feijão é misturado nas proporções de 3 partes de feijão manteiga e 1 parte de feijão-verde. Por fim cobre-se com os ovos cozidos picados.

Deolinda

“Papas gordas”

Água, sal, 2 chouriços de bofes. A farinha de milho grossa é molhada e lavada, depois deita-se na água a ferver e mexe-se sempre até cozer. Deita-se um bocadinho de azeite e prova-se. No fim, partem-se as chouriças às rodelas e serve-se.

Maria Augusta

“Chícharo (feijão-frade) ”

Cozem-se, escoam-se, juntando-lhe alface cortada fina. Colocam-se por cima ovos cozidos e picados. Temperam-se com azeite, vinagre, salsa e cebola picadas.

Maria dos Anjos

“Arroz doce”

3 Litros de leite, ½ kg de arroz, ½ de açúcar e canela. Depois, toda a gente sabe como se faz!

Carmita

“Sopas de cavalo cansado”

Pão centeio cortado fininho, uma camada de pão, uma camada de açúcar amarelo, a última camada é de pão. Depois de tudo regado com vinho fica duas ou três horas a marinar.

Agostinha

Sem comentários:

Publicar um comentário